Pensamento Computacional II - Algoritmo e lógica de programação

19:25
 
Поделиться
 

Manage episode 272389568 series 2790908
Сделано Vinícius Rubens Pedrinho и найдено благодаря Player FM и нашему сообществу. Авторские права принадлежат издателю, а не Player FM, и аудиоматериалы транслируются прямо с его сервера. Нажмите на кнопку Подписаться, чтобы следить за обновлениями через Player FM или скопируйте и вставьте ссылку на канал в другое приложение для подкастов.

Olá, estudante!
Iniciamos a segunda semana da disciplina Pensamento Computacional.
Veja que a formulação de um algoritmo passa pelo processo de decomposição, reconhecimento de padrões e abstração, que são pilares do pensamento computacional. O problema apresentado deve ser dividido em três fases fundamentais – entrada, processamento e saída –, e a solução algorítmica pode ser representada por meio de uma descrição narrativa, pseudocódigo ou fluxograma.
Habilidades e competências
Ao final da semana, você deve ser capaz de:
Relacionar problemas, elaborando soluções que envolvam os elementos básicos da construção de algoritmos;
Compreender as formas de representação de algoritmos;
Identificar o algoritmo mais eficiente para a solução de um problema.
Desafio
Um algoritmo é um conjunto de instruções e procedimentos lógicos para a solução de um determinado problema.
Vamos pensar na declaração do Imposto de Renda de Pessoa Física (IRPF).
Para encontrar a base de cálculo do IRPF, é preciso subtrair do salário bruto de um contribuinte a alíquota do INSS (Tabela 1) e o valor referente aos dependentes (R$189,59 por dependente). Os valores das alíquotas para cálculo do imposto estão na Tabela 2:
Tabela 1: Contribuição INSS
Salário de contribuição (R$) Alíquota INSS
até 1.045,00 7,5%
de 1.045,01 até 2.089,60 9%
de 2.089,61 até 3.134,40 12 %
de 3.134,41 até 6.101,06 14%
Para o desafio proposto, o cálculo da alíquota do INSS poderá ser realizado direto de acordo a faixa salarial (cálculo antigo), ou considerando as novas alíquotas progressivas previstas na Reforma da Previdência, ou seja, significa que as taxas serão cobradas apenas sobre a parcela do salário que se enquadrar em cada faixa, fazendo com que o percentual descontado do total dos ganhos seja diferente.
Exemplo do cálculo para alíquota progressiva: um trabalhador que ganha R$ 5.445,00 pagará 7,5% sobre R$ 1.045,00 (R$ 78,38), acrescido de 9% sobre diferença da faixa de 1.045,01 até 2.089,60 (R$ 1.044,59), sendo R$ 94,01, mais 12% sobre diferença da faixa de 2.089,61 até 3.134,40 (R$ 1.044,79), sendo R$ 125,37, e mais 14% sobre diferença da faixa de 3.134,41 até o valor total do salário de R$ 5.445,00 (R$ 2.310,59), sendo R$ 323,48, totalizando o valor da alíquota do INSS em R$ 621,25.
Tabela 2: Alíquotas do Imposto de Renda
Base de cálculo (R$) Alíquota (%) Parcela a deduzir do IR (R$)
de 1.903,99 até 2.826,65 7,5% 142,80
de 2.826,66 até 3.751,05 15% 354,80
de 3.751,06 até 4.664,68 22,5% 636,13
acima de 4.664,68 27,5% 869,36
Considerando que os algoritmos são utilizados constantemente em nosso cotidiano, o desafio da semana é elaborar um algoritmo para calcular o imposto de renda mensal a ser pago por um indivíduo a partir do seu salário bruto mensal e quantidade de dependentes. Represente o algoritmo elaborado fazendo uso de um fluxograma e um pseudocódigo.

Nesta videoaula, vamos abordar os conceitos de algoritmos, problema, lógica, lógica de programação, instruções, linguagem de programação e programas de computadores. As características das fases do algoritmo também são abordadas.

Slides de apoio:

https://drive.google.com/file/d/1kUglelLsaQBGAexFWpz5BCK8eXiAQ9Dt/preview

--- Send in a voice message: https://anchor.fm/aulas-univesp/message Support this podcast: https://anchor.fm/aulas-univesp/support

64 эпизодов